O meu corpo pede cama, os meus olhos imploram para que eu os feche, e o meu coração, há esse pobre, pede para que eu não use-o nunca mais, ele chora, eu sinto. A minha boca pede que nunca mais pronuncie uma palavra sincera, pois tudo o que eu digo com coração pulsando com sentimento, acabo sempre por ir à desgraça, a minha alma grita de dor, e a minha carne já não suporta toda esta isolação, essência, e o meu estômago embrulha só de pensar, se eu tivesse procurado melhorar, e não sofrer, tudo seria bem melhor. Estou a suar, talvez eu esteja muito maltratado, ou então é porque faz calor, mas os meus pés estão gelados, e desculpe, se estou a chorar, é que não suportei tanta pressão, pressão de pensamentos, e desculpe me mais uma vez, por pensar em ir embora sem ao menos me despedir, a minha alma pede paz (...)

13 comentários:

Daniela'C disse...

obrigada, tu tambem escreves muito bem, eu simplesmente relatei o que senti na altura, mas isso passa e eu vou consigo superar

๑ Viviαnα disse...

Obrigada , tambem gostei muito vou seguir :)

๑ Viviαnα disse...

nome da musica dás ? $:

Daniela'C disse...

mas temos de concordar que sempre, sempre nao é possivel =$

filipa margato disse...

ainda bem que gostas *-*

• cláudiasofiagomes disse...

força (:

dianneV disse...

Adorei ! sigo.

Lúcia Pereira disse...

obrigada. também sigo o blog !
amei o post, e a música é linda simplesmente (;

Lúcia Pereira disse...

ok querida, quando o puseres cá estarei para ler (;

ritabrito . disse...

adorei este texto , está lindoooooooo (:
sigo-te !

Patrícia (: disse...

adorei :o
sigo (:

Sarafaela disse...

adorei os textos :)

c.Fernandes disse...

Simplesmente adorei :o